Voltar para a página inicial
   
       
 
 
 
 

O que é ter Qualidade de Vida?

Nestes tempos de mercantilismo, muitos foram levados a crer que dinheiro e poder são as chaves da felicidade; outros, acreditam que a felicidade é uma coisa que "acontece" a algumas pessoas; poucos são os que percebem que ser feliz é um ato de livre arbítrio, de escolha consciente.

Ser feliz é um ato de compromisso com o que há de mais belo e amoroso na essência de você mesmo e a coragem de amar e proporcionar felicidade aos outros seres vivos - homens e animais - pois a felicidade se fundamenta na compreensão amorosa (aceitação sem culpa ou julgamento) das necessidades e limitações próprias e alheias.

Ser feliz é abrir o seu coração à beleza das pequenas coisas e dilatar a sua alma para apreender os verdadeiros valores da existência humana.

Ser feliz é ter coragem de ser generoso e dar de si mesmo com a dignidade daqueles que são verdadeiramente livres em espírito; pois somente os livres podem assumir compromissos com a sua própria consciência e o Outro.

Ser feliz é amar e apreciar as pequenas coisas que cada dia nos oferece....

Um poderoso imperador, Akbar o Grande, além de imensamente rico, era também conhecido por sua generosidade com os necessitados e tolerância com os que seguiam religiões diferentes da sua. Animado pela boa fama de Akbar, um eremita que vivia em uma gruta na floresta próxima a seu palácio, decidiu visitar Akbar e pedir-lhe um pouco de alimento para sobreviver ao inverno que se aproximava.

Dirigiu-se então ao templo, onde Akbar rezava sozinho todas as tardes e, ao chegar, viu que o Imperador estava já rezando e aguardou silenciosamente que ele terminasse suas preces. Akbar rezava em voz alta e o eremita ouviu suas palavras: "Ó Alah! O mais Misericordioso! Dá-me mais riquezas, pois preciso construir um novo palácio! Ó Supremo Mestre do Universo!

Dá-me mais terras e mais poder!" O eremita, ouvindo aquilo, começou a retirar-se do templo. Akbar notou que ele estava saindo, interrompeu suas preces e disse: "Bom homem, creio que aqui vieste para pedir-me algo....por que te retiras?" E o eremita respondeu... "Eu pensava que eu era pobre e desejava pedir-lhe alguma ajuda, mas vejo que tu és muito mais pobre do que eu, pois nada do que possuis sacia o teu desejo..."

Embora certos recursos materiais sejam fundamentais para a nossa sobrevivência, a nossa qualidade de vida não depende das coisas que acumulamos, mas sim da:

  • nossa qualidade interior e da qualidade que damos aos nossos relacionamentos;
  • capacidade de dar sem humilhar e de receber sem sentir-se humilhado;
  • capacidade de sentir e expressar gratidão;
  • de sentir-se verdadeiramente livre quando se ajuda alguém, não transformando a gratidão alheia em uma canga ou um fardo a ser carregado pelo outro, "porque ele me deve um favor..."
  • de saber viver e deixar os outros viverem ...


Pois o Ser Humano é filho de Deus, mas sua mãe é a Liberdade... e o Amor é a dádiva de Deus e da Liberdade a seus filhos humanos...

A existência é uma jornada que percorremos a pé pela paisagem da vida. Que a nossa bagagem seja leve para que possamos apreciar a beleza da paisagem. Pois se a nossa bagagem estiver carregada com mágoas, autopiedade, rancores, inveja e desejos insaciáveis, não sobrará espaço para a alegria de viver que alimenta nossa alma, nem para o néctar da beleza que sacia a sede do nosso coração, nem para o ungüento do perdão que cicatriza nossas feridas, nem para o pão da gentileza que devemos compartilhar com nossos companheiros de jornada.

Que a radiância de um coração amoroso seja o lume que ilumina nossos passos.



Disse o Poder ao Mundo... Sois meu!
E o mundo o aprisionou
em seu trono.
Disse o Amor ao Mundo... Sou teu!
E o Mundo lhe abriu todas
as suas portas...
(Rabidranath Tagore)


DRA. GRAÇA MARQUES
(Presidente do NACAPAN, instituição fiilantrópica que trabalha para promover Educação que Salva Vidas)


Voltar

 
     
 
Site Tudo Sobre Ela
Copyright © 2001 - - ABrELA e IMG Content. Todos os direitos reservados.